Certificado digital A3: o que é e qual a diferença do A1

Todas as áreas jurídicas e administrativas do Brasil estão se modernizando rapidamente. Um exemplo disso é o recente surgimento do certificado digital A3.

As tecnologias estão aparecendo rapidamente nas áreas jurídicas e nem sempre há tempo suficiente para todos os profissionais se atualizarem. Além disso, cada tecnologia tem termos próprios, aumentando o vocabulário e dificultando o aprendizado.

No entanto, conhecer os certificados digitais é essencial para a carreira de qualquer um que almeja ter sucesso profissional. Nós trazemos aqui, de forma simples e rápida, tudo que você precisa saber sobre eles e, principalmente, sobre o importantíssimo certificado digital A3.

O que são certificados digitais?

São arquivos completamente eletrônicos de identificação virtual. Com eles, seus atos são identificáveis e perfeitamente válidos.

Cada certificado é único e intransferível. Eles foram introduzidos nos sistemas contábeis e fiscais brasileiros para garantir praticidade e segurança. Por meio deles, tem-se certeza de que houve autorização do ato pela pessoa competente durante operações realizadas pela internet.

Os certificados utilizam a tecnologia de chaves criptográficas, uma fórmula matemática própria que a torna infalsificável. Essas chaves são geradas por Autoridades Certificadoras, responsáveis por emitir, suspender, renovar ou revogar os certificados.

Sua funcionalidade é autorizar, de forma segura, todos serviços rotineiros de uma entidade pública ou privada, como assinar documentos, emitir notas fiscais etc.

É importante saber que existe um certificado digital para cada tipo de perfil:

  • para pessoa física (e-CPF),
  • para empresas (e-CNPJ),
  • para Notas fiscais eletrônicas (NF-e),
  • do Conhecimentos de Transportes Eletrônicos (CT-e).

Além dos citados acima, existem também os certificados o A1 e o importante A3, que explicaremos a seguir.

O que é certificado digital A3?

Este certificado é caracterizado pela presença de um hardware, ou seja, um dispositivo físico que é inserido no terminal do computador, que lerá a chave criptografada com um software específico para isso.

Este tipo de certificado pode ser encontrado na forma de token (um tipo de pen-drive) ou de cartão com leitor digital (smartcard). Devido à sua portabilidade, pode ser facilmente levado para outro local e usado em qualquer computador, porém só pode ser usado em um terminal por vez.

O dispositivo é completamente seguro, pois há necessidade de uma senha para acessá-lo, determinada pelo próprio proprietário do objeto. Além disso, ele possui um prazo de validade, que pode ser de até 36 meses.

Qual a diferença entre o A1 e A3?

Quanto ao certificado A1, este é gerado e armazenado em um software no computador. Portanto, não há necessidade de possuir um dispositivo físico. Ele também pode ser instalado em várias máquinas.

Sua validade é de apenas 12 meses. Após este prazo, é necessário renová-lo e efetuar o pagamento de todas as taxas novamente.

É possível que você coloque o instalador do certificado em um pen-drive para enviá-lo a outros computadores. Contudo, ele não deve ser confundido com o certificado A3, já que o dispositivo é o certificado em si.

Também não há necessidade de se usar senha como o A3, o que o torna menos pessoal e seguro.

Qual certificado é melhor?

Ambos possuem a finalidade de autorizar atos a serem realizados pelo usuário e oferecem altos níveis de segurança com a utilização de chaves criptografadas.

Portanto, um certificado não é necessariamente melhor que o outro. Isto vai depender de qual deles possui a funcionalidade que mais atende a sua necessidade.

Se você precisa de um certificado para uma empresa de grande porte que emite dezenas de notas fiscais diariamente, o certificado A1 irá garantir mais agilidade no processo.

Porém, para um profissional que precisa de mobilidade para trabalhar em diversos lugares, o A3 será ideal pela sua portabilidade.

Mesmo que você perca o dispositivo físico do certificado A3, não precisará se preocupar, pois também é necessária uma senha de acesso para usá-lo.

Com este post, você pode concluir que os certificados digitais são muito confiáveis e úteis para qualquer entidade ou profissional liberal.

O uso do certificado digital A3 vem crescendo cada dia mais entre os profissionais jurídicos, contábeis, fiscais, bancários e outros, pois atende perfeitamente a rotina dessas áreas.

Quer ler mais posts como este? Siga-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*